| by Renata Junqueira | in Saúde e Nutrição in Saúde e Bem Estar

Sem Lactose? Tire Suas Dúvidas e Conclusões

Sem Lactose

Oi, gente, hoje vim falar sobre um assunto gerador de muitas dúvidas e polêmicas: os produtos SEM LACTOSE.

Em primeiro lugar, vamos às apresentações.

O que é LACTOSE?
Lactose é o açúcar do leite. E engana-se que ela esteja em maior quantidade no leite de vaca. Os teores de lactose nos leites de vaca, cabra, búfala e ovelha são muito parecidos. Então, cuidado ao fazer substituições, ok?

Pois bem. Após a ingestão do leite com lactose (o leite normal apresenta 4,8% de lactose), entra em ação uma enzima presente no nosso corpo para “quebrar” esse açúcar do leite. Essa enzima chama-se LACTASE.

Até aí, “tudo bem”, se não fosse pelo fato de que grande parte das pessoas não possui quantidades suficientes dessa enzima no corpo (lactase).

Desta forma, a lactose consumida não é digerida, “quebrada”, passando “intacta” pelo intestino delgado. Resultado disso: indigestão, azia, flatulência (excesso de gases), estufamento, sensação de inchaço, dores abdominais e, em alguns casos, diarreia. Pra falar a verdade, são inúmeros os sintomas, que varia muito de pessoa para pessoa. Essas pessoas são chamadas de INTOLERANTES À LACTOSE. De acordo com pesquisas, no Brasil, 70% dos adultos tem algum grau de intolerância à lactose. E não é só aqui: 95% dos asiáticos, 90% dos nativos americanos e 75% dos afroamericanos são intolerantes à lactose, ou seja, são deficientes na enzima lactase após 4-9 anos de idade. Muito, né?

Sem lactose

 

Você deve estar se perguntando: seria a solução para essas pessoas consumir leite e derivados SEM LACTOSE ou LACFREE?

Antes de responder a esta pergunta, vamos entender uma coisa: os produtos lacfree (derivados do leite, mas sem lactose) provém do leite comum e neles é adicionado a enzima lactase. Assim, a lactose NÃO é retirada do leite, e sim “quebrada”, ou seja, a indústria faz o que o organismo com poucas quantidades de lactase (enzima) não consegue fazer.

E como ocorre esse processo de produção de leite SEM LACTOSE?

De acordo com o professor da UFMG Marcelo Resende, da área de Tecnologia e Inspeção de Leite e Derivados, o processo se resume em deixar o leite em repouso para sofrer a ação da enzima lactase (adicionada ao leite), por um período de 3 a 4 horas, em temperatura ambiente.

A lactase quebra a lactose em dois componentes: glicose e galactose. “A glicose, por ter um princípio sensorial de ser mais doce que a lactose, altera o sabor do leite, deixando-o com um gosto mais adocicado, porém não há adição de açúcar (sacarose) ao produto. O leite com baixo teor de lactose não tem nenhuma perda de nutriente. Ele apresenta o mesmo valor calórico, fornecimento de nutrientes, aminoácidos e vitaminas essenciais. Contudo, por se tratar de um processo de produção mais caro, o preço final do produto é mais alto”, explica o professor.

Mas, vai um ALERTA: o leite, após passar por esse processo, chamado de HIDRÓLISE, possui 1% de lactose.

E aí está o grande perigo, pois, segundo o nutrólogo Dr. Mohamad Barakat, um produto só será realmente sem lactose se o leite e soro de leite empregados tiverem sido tratados com a enzima lactase até a quebra de pelo menos 99,5% da lactose. Caso contrário, não tem conversa: o produto NÃO É SEM LACTOSE! É por isso que muitas pessoas intolerantes e até as alérgicas sofrem com os sintomas após o consumo destes alimentos.

Deu para entender que o que a Indústria vende como “lac free”, na verdade, é um produto que possui apenas uma porcentagem menor do carboidrato? Então, se você procura um alimento SEM lactose, será que os produtos “lacfree” são as melhores opções? Será que vale a pena pagar mais caro por eles?

Outro detalhe importante, que muita gente confunde: ALERGIA x INTOLERÂNCIA

Sem lactose

 

 

A ALERGIA À PROTEÍNA DO LEITE (APLV) é uma reação às proteínas do leite (ex: caseína, alfa-lactoalbumina, beta-lactoglobulina).

INTOLERÂNCIA é decorrente da dificuldade do organismo em digerir à lactose (açúcar do leite) devido à diminuição ou da ausência da lactase, enzima que a digere.

De acordo com o professor Marcelo Resende, “quem tem alergia ao leite, deve procurar leites específicos que são fabricados a partir de um processo diferente, em que se acrescentam enzimas para quebrar as proteínas (e não a lactose), produzindo, assim, o leite hipoalergênico (HA)”. Se uma pessoa possui alergia à proteína do leite, não adianta ela tomar um leite com baixo teor de lactose, pois continuará com problemas”.

Por fim,

Produtos Lac Free ajudam a emagrecer?

Segundo a nutricionista funcional, Bruna F. A. Vilela, “produtos lacfree não ajudam no processo de emagrecimento, apesar de que, em alguns casos, pode ajudar na diminuição da distensão abdominal, que pode dar a falsa sensação de emagrecimento”.


Referência:

http://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/leite-saude/professor-da-ufmg-explica-sobre-producao-de-leite-sem-lactose-intolerancia-e-alergia-ao-leite-85653n.aspx

http://drbarakat.com.br/leite-sem-lactose-entenda/

http://www.alergiaaoleitedevaca.com.br/intolerancia-ou-alergia

https://www.instagram.com/p/91-mpJIpCK/?taken-by=brunavilelanutri&hl=pt-br 

Alergia Ao Leite X Intolerância À Lactose Intolerância A Lactose E Alergia Ao Leite Melhor Explicação Sobre Os Produtos Lac Free Melhor Explicação Sobre Os Produtos Sem Lactose Produtos Lac Free Produtos Sem Lactose Ajudam A Emagrecer? Produtos Sem Lactose Emagrecem?Sem Lactose - Tire Suas Dúvidas E Conclusões Vale A Pena Pagar Pelos Produtos Sem Lactose?
Compartilhe:
Veja também:
LEAVE A REPLY:
Pesquise no site
Parceiros
Categorias

Selecione

Quem sou eu

Renata Junqueira é carioca, mineira de coração, geminiana, apaixonada pela família, culinária, viagem e decoração.

Curta minha Fanpage

Inscreva-se
em nosso canal.

Um ponto de encontro para quem curte moda, make, decoração e umas coisinhas a mais!

Depoimentos
Fãs e Amigos



"Parabéns amiga... você merece o melhor!!!"”

Leiliane Antunes